Últimas notícias

Seminário a decorrer no dia 06/04/2022 da UC de genética a toda a comunidade

Read more...
 

O Gabinete da Qualidade da EUVG disponibilizou uma nova Newsletter da Qualidade a toda a comunidade académica.

Read more...
 

Duas vagas para a área da Sanidade Animal - Cooperativa Juventude Agrícola - Açores na ilha de São Miguel

Read more...
 

AVISO DE ABERTURA Mestrado em Cirurgia de Animais de Companhia

Read more...
  See all...
Licenciatura em Ciências Bioveterinárias


Apresentação


 

LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOVETERINÁRIAS (LCB)

180 ECTS | 6 SEMESTRES | CNAEF 640 Ciências Veterinárias | CÓDIGO: L111

Grau atribuído: Licenciado

Processo de Acreditação/A3ES: NCE/14/00571

Data da Publicação da Decisão do Conselho de Administração da A3ES: 30-07-2015 *

Com Acreditação em 2015, por 6 anos

Limite de vagas fixado: 25

Registo inicial: R/A-Cr 214/2015 de 18-08-2015

Nível de qualificação: 6

*disponível no link: https://www.a3es.pt/pt/resultados-acreditacao/ciencias-bioveterinarias

 

Despacho n.º 11721/2016 - Diário da República n.º 189/2016, 2.ª série de 2016-09-30

 

Coordenador do Ciclo de Estudos: Professora Doutora Sofia Anastácio

 

A Licenciatura em Ciências Bioveterinárias é uma licenciatura única em Portugal, existindo já, com perfil similar, em universidades de referência, particularmente no Reino Unido.

A opinião pública tem elevadas expectativas relativamente a um contínuo e célere progresso no conhecimento para a proteção da saúde animal e humana e na resolução de desafios que continuamente se colocam à investigação, tais como o diagnóstico e tratamento de doenças emergentes, obesidade, diabetes mellitus, cancro e alterações do sistema nervoso. Esta pressão social aumentou a importância e a necessidade de integrar, nas equipas multidisciplinares de investigação, profissionais com competências específicas coerentes com o conceito "One Health", conceito esse que unifica a Saúde Animal e Humana.

A Investigação Científica e Tecnológica constitui um dos principais pilares do desenvolvimento da sociedade atual. A um ritmo sempre crescente, temos vindo a assistir nos últimos anos a um multiplicar de conhecimentos e novas técnicas que têm transformado, de modo significativo e profundo, a vida da comunidade científica. A EUVG perceciona como missão institucional, na conjuntura atual, contribuir para a formação de licenciados com competências para a prática da pesquisa científica e da inovação, em associação com as mais recentes tecnologias de elevado potencial, com recurso a modelos experimentais in vivo e in vitro.

O plano de estudos desenvolve-se por 6 semestres (3 anos) e totaliza 180 ECTS.

 

Regime de funcionamento: Diurno

Público-alvo: Estudantes vocacionados para a Investigação Científica e Ciências da Vida em contexto Laboratorial


Plano Estudos

UNIDADES CURRICULARES

Á. Cient.

ECTS

1.º SEMESTRE

Morfofisiologia

CBV

7

Bioinformática

CIB

5

Química e Biologia

CIB

6

Higiéne e Segurança Laboratorial

CIB

5

Biologia Celular e Molecular

CIB

7

2.º SEMESTRE

Biofísica

CIB

5

Histotecnologia

CIB

7

Bioquímica Clínica

CBV

6

Biomatemática aplicada à investigação animal

CIB

5

Genética e Imunologia

CIB

7

3.º SEMESTRE

Microbiologia

CIB

6

Nutrição Animal

CBV

5

Fisiopatologia Comparada

CBV

7

Comportamento e Bem-Estar Animal

CBV

5

Farmacologia e Toxicologia comparadas

CBV

7

4.º SEMESTRE

Infecções e Saúde Pública

CBV

5

Parasitologia

CBV

6

Bioteria Geral, Ética e Legislação

CBV

5

Patologia Comparada

CBV

7

Semiologia Comparada

CBV

7

5.º SEMESTRE

Biotecnologias Aplicadas

CBV

6

Análise de Tecidos em Patologia Experimental

CBV

6

Modelos Experimentais in vitro

CBV

6

Modelos Experimentais Invertebrados

CBV

6

Modelos Experimentais Vertebrados

CBV

6

6.º SEMESTRE

Técnicas de Cirurgia Experimental e Tanatologia

CBV

6

Modelos Experimentais Abiológicos

CBV

5

Patologia Clínica Experimental

CBV

5

Oncologia Experimental

CBV

5

Projecto de Investigação Experimental

MUL

9

 

 

 

Saídas Profissionais


QUALIFICAÇÕES CONFERIDAS e PERSPETIVAS DE EMPREGABILIDADE


A Licenciatura em Ciências Bioveterinárias, é única na oferta educativa nacional, apresenta um plano curricular abrangente e multidisciplinar, na área das ciências da vida e da saúde, e é vocacionada para trabalho laboratorial in vitro, ex vivo e in vivo. O investimento em ciências bioveterinárias é relevante para a eficácia e eficiência na translação do conhecimento em áreas de investigação como: patologia veterinária, doenças infecciosas emergentes, doenças zoonóticas, investigação médica laboratorial e pré-clínica, medicina comparativa, tecnologias científicas, abordagens cirúrgicas minimamente invasivas, desenvolvimento de métodos complementares de diagnóstico, tecnologias bioinformáticas e elaboração de estudos epidemiológicos.

Desta forma e apesar de não existirem dados de empregabilidade, uma vez que ainda não terminou o primeiro ciclo em funcionamento, confere ao Licenciado um perfil de competências que contribuirá para uma elevada empregabilidade no universo das ciências veterinárias e indústrias da saúde, como agente multidisciplinar indispensável ao processo de investigação. Tem ainda a possibilidade de prosseguir a sua qualificação para ciclos de estudos subsequentes como é desígnio do espírito de Bolonha

 

 

Metodologias de ensino e aprendizagem

A Licenciatura em Ciências Bioveterinárias da EUVG procura, através dos seus métodos de ensino-aprendizagem, associar a formação científica com atividades de índole prática, sempre que possível in loco e hands on, visando formar graduados com o perfil de competências procuradas pelo inovador, emergente e exigente sector da biotecnologia. São adicionalmente proporcionadas experiências de contacto com atividades de investigação e desenvolvimento, sob a égide do leque de parcerias.

As sessões teóricas e práticas, dimensionadas de forma adequada, são lecionadas de forma dinâmica e interativa, para promover a compreensão crítica dos conceitos. Tais características permitem que, apesar da diversidade de estilos e ritmos de aprendizagem, o docente consiga fazer a gestão das diferenças, adequar a escolha e aplicar corretamente os métodos de ensino. Por outro lado, a facilidade de interação com os Estudantes permite, de uma forma dinâmica e em tempo real, adequar as metodologias de ensino aos objetivos de aprendizagem. Acresce que a articulação entre o programa teórico e prático garante que os princípios teóricos abordados são aplicados em situações práticas concretas.

As metodologias de ensino e aprendizagem são monitorizadas na sua eficácia e adequação aos objetivos, por via de: participação de Estudantes e docentes nos inquéritos pedagógicos, com reflexão sobre resultados no âmbito do SIGQ e consequente tomada de decisões; balanços periódicos entre as figuras do Estudante Representante de Ano e o Docente Coordenador de Ano, partilhados em reuniões de coordenação de ano e Conselho Curso; balanços periódicos entre os Docentes de cada ano e entre os Coordenadores de Ano; Relatórios semestrais de Docência e Regência por UC, que enquadram aspetos de ensino-aprendizagem; reuniões periódicas de Conselho de Curso onde são identificadas boas práticas e dificuldades, apontando também propostas de adequação e melhoria; supervisão e intervenção do Conselho Pedagógico, com representação paritária de cada CE por docentes e por Estudantes (eleitos entre os pares), que debate e delibera sobre assuntos de natureza pedagógica e no qual todos contribuem para a atualização e adequação das metodologias propostas.


Objetivos de aprendizagem

São objetivos gerais da Licenciatura em Cências Bioveterinárias capacitar profissionais:

  • interventivos na promoção da saúde e bem-estar em animais, com competência técnico-científica na execução dos procedimentos inerentes ao processo de investigação em saúd
  • com sólida base teórica e de prática laboratorial em abordagem comparativa da morfofisiologia, patofisiologia, maneio alimentar e reprodutivo, tecnologias científicas e bioinformáticas em contexto de investigação multidisciplinar, enfatizando a interação entre os agentes etiológicos e os organismos vivos e os seus mecanismos de defesa e adaptação
  • em sistemas não-biológicos e biológicos em investigação científica relevante para a medicina animal e humana
  • em trabalho laboratorial, in vitro e in vivo, em investigação experimental com incidência nas ciências veterinárias e outras ciências complementares ao diagnóstico e tratamento em medicina
  • com um espírito de aprendizagem ao longo da vida
  • aptos para identificar o contexto político, social e económico da ciência

 

São objetivos de aprendizagem da Licenciatura em Cências Bioveterinárias:

  1. Conhecer terminologia em saúde-bases morfofuncionais/biopatológicas
  2. Conhecer as normas/legislação de execução de ensaios pré-clínicos e clínicos em animais
  3. Dominar conceitos fundamentais do método científico - desenho, planeamento e realização de projeto de investigação e análise de risco; condução de projeto de investigação em patologia experimental in vitro/in vivo, e análise de risco
  4. Emitir relatórios e pareceres técnicos (ética/bioética, incluindo o bem-estar animal em investigação)
  5. Executar procedimentos em animais de laboratório-colheita de amostras biológicas para análise, e exame necrópsico
  6. Proceder à recolha e registo de dados
  7. Executar procedimentos minimamente invasivos com biomateriais e células estaminais, entre outras
  8. Proceder a análise crítica, aferir informação e dados de investigação, apresentar conclusões
  9. Planear rotinas num biotério: biossegurança/maneio reprodutivo e alimentar/bem-estar animal
  10. Demonstrar capacidades de trabalho em equipa, de comunicação (especialistas/não especialistas) e entre grupos interdisciplinares, relevando a diversidade de abordagens na resolução problemas


Avaliação das aprendizagens

A avaliação da aprendizagem dos estudantes é efetuada em função dos objetivos de aprendizagem.

A avaliação da aprendizagem contempla parcelarmente cada uma das áreas desenvolvidas pela UC (componentes de 'saber saber', saber fazer' e 'saber ser'), com a ponderação ajustada aos objetivos de aprendizagem, ao abrigo do disposto Regulamento Geral de Avaliação das Aprendizagens. Cada FUC é analisada periodicamente pela direção do DCV, com formação em práticas pedagógicas e de avaliação de conhecimentos, para assegurar a constante adequação entre os conteúdos e os instrumentos de avaliação da aprendizagem. Este processo é consubstanciado em metodologia análoga à utilizada para aferição das metodologias pedagógicas.



 
Logo DGERT Membro de EAEVE